Captura de Tela 2021-08-18 às 15.53.18.png
Captura de Tela 2021-08-18 às 15.54.29.png

Projeto Helena Power Tag

 

Este projeto é fruto de uma parceria de 4 psicólogas, sendo eu uma delas, e que iniciou com o propósito de direcionar outras(os) psicólogas(os) em uma intervenção psicológica às vítimas de violência doméstica, através de um baralho terapêutico.

O projeto se desenvolveu e hoje conta também com um curso online de construção de baralho, que pode ser aproveitado tanto por psicólogos, quanto por profissionais de outras áreas, incluindo nesta ideia as mulheres vítimas de relacionamento abusivo que possuem fonte renda, mas desejam aprimorar seus ganhos.

Além disso, é possível contratar os serviços psicológicos (vítimas) ou mentoria (profissionais) de qualquer uma das fundadoras do projeto.

Os detalhes desse projeto lindo você encontra no site: www.helenapowertag.com.br.

 
Image by Avel Chuklanov

Projeto Mulheres que geram renda!

Este projeto foi iniciado durante a Pandemia COVID-19, em 2020 e sempre teve como foco ajudar outras mulheres serem capazes de gerar ou aprimorar suas próprias rendas.

A idealização veio de um conjunto de fatores da minha própria vida profissional + demandas dentro do meu atendimento clínico. 

Nos últimos anos vim aprendendo sobre Marketing e Empreendedorismo digital para Psicólogos, o que por si só fez muitas amigas e amigas da minha irmã me procurarem para dicas em levar seus negócios para o mundo online. Entre 2019 e 2020 também fui mentora em um curso de marketing para psicólogos e toda a ajuda que proporcionei aos alunos e feedbacks que recebi, me deixaram muio satisfeita profissionalmente e com ânsia em ajudar mais colegas de profissão. Acabei me retirando do programa de mentoria quando eu tive um problema de saúde mais limitador, que me forçou me afastar de grande parte das minhas atividades profissionais. 

Enquanto eu me recuperava, tive muitos alunos me procurando para saber se eu criaria algum tipo de mentoria por fora do curso, pois sentiam falta de minha abordagem, uma vez que sempre visei muito além das questões técnicas do mundo digital, mas também a parte emocional do profissional e como isso afetava seu desempenho em sua própria carreira. Junto à isso, vi um crescente número de mulheres vítimas de violência doméstica (sou co-fundadora de um projeto específico deste tema: Helena Power Tag) que não tomavam uma atitude contra o agressor por serem dependentes financeiras e com filhos para criar, o que me deixou sempre angustiada por não conseguir ajudar essas mulheres com essas demandas.

Foi então, que motivada por essas questões, decidi criar o projeto, inicialmente definido como Mulheres Gerando Renda e que posteriormente passou a ser denominado Mulheres que Geram Renda (M.G.R.), uma vez que espelhei esse projeto dentro do Projeto Helena Power Tag, me tornando colunista da categoria Helenas Gerando Renda.

Na coluna Helenas Gerando Renda, eu abordo ideias para as vítimas de violência doméstica se inspirarem e escolherem uma fonte de renda para desenvolver e assim, se sentirem mais confiantes em tomarem as devidas ações contra o abuso sofrido em casa.

Já no Projeto Mulheres que Geram Renda, eu foco mais naquelas que já tem uma fonte de renda mas não está conseguindo se desenvolver de maneira efetiva ou que deseja mudar de nicho. Iniciei o projeto ofertando mentorias individuais, mas eventualmente minha agenda ficou limitada, e com isso dei novos passos com o projeto, de forma a levar essa ajuda para as mulheres de maneira mais dinâmica e me permitindo ter uma agenda mais flexível.

Hoje, no projeto, você encontra ajuda das seguintes maneiras:

  • Um grupo recente no facebook, onde a proposta é que nós mulheres possamos trocar conhecimento e ajuda de forma gratuita, e de quebra ter oportunidade de aumentar nosso networking e ter chance de encontrar alguém interessado no que oferecemos profissionalmente, tudo isso de forma gratuita;

  • Um guia interativo online, em desenvolvimento, que auxilia as mulheres desenvolverem seus negócios e colocarem seus próprios projetos em prática;

  • Aconselhamento psicológico para o âmbito profissional, uma vez que podem marcar uma videoconferência comigo para trabalharem algum medo que tem lhe impedido de executar alguma ação necessária em sua carreira, seja no contexto emocional como no contexto prático do marketing ou empreendedorismo;

  • Parcerias criadas para lhe proporcionar a melhor experiência e desenvolvimento das etapas de seu negócio, como por exemplo, a execução do seu site, gerenciamento de redes sociais, etc.;

Você tem acesso às essas opções navegando pelo site ou entrando diretamente em contato comigo por meio do whatsapp (tem acesso direto clicando no balão ao lado direito do site).

 
 
Image by Estée Janssens
Image by Marek Levák
woman in black and white polka dot long
Image by Becca Tapert

Projeto Vaidade em Pauta

Com as demandas emocionais do Projeto M.G.R., uma das coisas que mais precisei trabalhar foi a autoestima feminina, tanto na questão de autoimagem, quanto na questão de crenças sobre si e que estavam ativas por comportamentos de amigos, parentes e cônjuge.

Desde o primeiro ano da minha carreira como Psicóloga, eu trabalhei essa questão de autoestima e neste contexto amplo do conceito da palavra. Acredito que a minha conexão com essa tema ganhado força porque eu sou apenas mais uma mulher que sofreu e continua sofrendo com as pressões sociais impostas para o universo feminino. Eu inclusive tive um foco profissional em estética, trabalhando com proposta de emagrecimento e compulsão alimentar, e na época iniciei um projeto chamado De Bem Com a Alimentação, mas que no fim não dei andamento.

Quanto mais eu me desenvolvi ao longo dos últimos anos, seja no quesito pessoal ou no quesito profissional, eu fui entendendo e aprendendo a lidar melhor com minha visão de mundo, conseguindo alcançar um novo nível de controle emocional e podendo proporcionar às minhas pacientes a mesma possibilidade.

Apesar de ter aumenta o meu nível de controle emocional, eu ainda enfrento meus monstros quanto à minha imagem e vida pessoal, e todo esse contexto me fez querer estar mais próxima das outras mulheres que enfrentam as mesmas dores que a minha.

Surge então, o Projeto Vaidade em Pauta, onde foco em apoio mutuo na luta contra cobranças socialmente impostas. Precisamos existir primeiramente por nós, e só então existiremos assertivamente para os outros.

Neste projeto você encontra apoio das seguintes maneiras:

  • Um grupo no facebook chamado Vaidade em Pauta, com o propósito de trocarmos apoio umas com as outras, por meio de palavras de carinho e encorajamento;

  • Um workbook, em desenvolvimento, que também será nomeado como Vaidade em Pauta e vai contar com questões de imagem pessoal, alimentação em prol da saúde e não da estética, relacionamentos e sexualidade feminina;

  • E-book você mais você, já disponível aqui no site, contato do ponto de vista de uma personagem chamada Belly, que te encoraja a ser mais como si mesma através do autoconhecimento;

  • Duas cartilhas, em desenvolvimento, uma com foco em autoimagem e outra com foco em relacionamento assertivo, com co-autoria de uma parceira;

  • Um planner digital, ainda na fase do briefing, sem previsão de lançamento, mas que terá como foco a sexualidade feminina, e também será um oferecimento em parceria com outra psicóloga;

Tudo isso você encontra navegando aqui no site e se inscrevendo no mailing para saber quando os próximos lançamentos irão acontecer.